VB, 94 anos

A VB Transportes e Turismo Ltda. faz parte de um conglomerado de empresas, com forte atuação nos segmentos de transportes de passageiros e cargas. Conhecida pelos seus clientes como Viação Bonavita, foi comprada pelo Grupo Belarmino em 15 de julho de 2003. Em 2005, passou a se chamar VB e, em 2006, com a nova licitação do transporte de Campinas, a VB também passou a operar no segmento urbano.

Em 2010, a VB assumiu a operação que era realizada pela extinta Viação Caprioli, aumentou o seu marketshare nos segmentos de fretamento contínuo (transporte de funcionários) e eventual (excursões) e linhas rodoviárias. Atualmente, a VB atua nos segmentos Rodoviário, Suburbano, Fretamento, Turismo e Urbano.

Presta serviços em diversas cidades do Estado de São Paulo:

  • Rodoviário: São Paulo, Guarulhos, Campinas, Limeira, Rio Claro, Piracicaba, Jundiaí, Sorocaba, Indaiatuba, Valinhos, Vinhedo, Osasco, entre outras.
  • Suburbano: Rio Claro, Limeira, Piracicaba, Salto, Elias Fausto, Capivari, Indaiatuba, Cordeirópolis e Iracemápolis.
  • Fretamento: faz o transporte de funcionários de empresas dos mais diversos segmentos do mercado, assim como de instituições de ensino.
  • Turismo: proporciona viagens turísticas (excursões) a todas as regiões do Estado e do País, seja com frota própria ou das coligadas.
  • Urbano: atende as maiores regiões da cidade de Campinas, entre elas a do Ouro Verde, aeroportos de Viracopos e Amarais, Barão Geraldo e Centro.

COMO TUDO COMEÇOU

A Viação Bonavita, empresa que deu origem à VB, foi fundada em 1927 e é uma das empresas mais tradicionais do setor de transporte de passageiros na região de Campinas. Foi fundada em 1927 por Rafael e Antonio Bonavita.

Os dois irmãos Bonavita começaram a história de sucesso fazendo o transporte de pessoas no percurso entre Descampado, onde hoje é o Aeroporto Internacional de Viracopos, até a cidade de Campinas. A segunda geração, formada por Bernardino e Lourenço Bonavita, marcou uma importante etapa de consolidação e aquisição de novas empresas. Lourenço ficou à frente dos negócios até a compra da empresa pelo atuais proprietários.